Manutenção

O Campo Olímpico de Golfe está situado no bairro da Barra da Tijuca, na cidade do Rio de Janeiro e possui uma área de 970 mil m². Com capacidade para aproximadamente 15 mil visitantes, o campo conta com estrutura para receber torneios e campeonatos, pois é o único da América Latina de nível internacional.

Composto por 18 buracos, dois lagos artificiais e grama minuciosamente bem aparada, um Driving Range, um Putting green, um Chipping green e um campo par 3 de quatro buracos chamado de Academia, o campo se destaca por contribuir para o crescimento da biodiversidade na área, aumentando em cerca de 167% a presença de vegetação nativa e mais do que dobrando a fauna local. Garantindo aos visitantes e funcionários convívio harmonioso entre ser humano, fauna e flora.

Totalizando uma área gramada de aproximadamente 400 mil m² temos duas espécies selecionadas para constituir toda área de jogo do Campo Olímpico. São elas a Seadwarf Seashore Paspalum para os Greens e a Zeon Zoysia para Fairways e Tees.

Devido a fácil adaptação às condições climáticas e tipo de solo do local, essas espécies toleram as temperaturas elevadas do verão carioca, pois necessitam cerca de 50 % menos água que outras espécies usadas em campos de golfe e 75 % menos nitrogênio que outros gramados.

Para garantir a qualidade e preservação de todo o complexo, nosso quadro de funcionários conta com três Engenheiros, um Supervisor, dois funcionários de Manutenção predial, cinco Operadores, três funcionários na Oficina e seis auxiliares de serviços. Ao todo são 20 profissionais trabalhando diariamente com um maquinário especifico para golfe. Garantindo por exemplo, as especificações de alturas de cortes de Greens a 3,0 milímetros, colares de Greens a 8 milímetros e Fairways e Tees a 12,5 milímetros.

Os chamados bunkers, que são bancos de areias, são rastelados para que estejam sempre limpos. “Toda a vegetação ao redor do campo é tratada com cuidado especial; este é um compromisso e uma obrigação da administração mantê-las preservadas, e ao mesmo tempo não invada o campo”. O trabalho inclui, ainda, o controle da vegetação que não é nativa para que não haja contaminação das áreas. Todos os funcionários de manutenção passam por um rigoroso treinamento e são supervisionados diariamente.

O sistema de irrigação é todo computadorizado, contando com estações meteorológicas e sensores de umidade do solo que ajudam a definir com exatidão a quantidade de água necessária em cada aplicação. Tornando possível determinar o volume de água aplicado diariamente e sincronizar o funcionamento durante a noite e madrugada, reduzindo assim o desperdício. Também é feito um acompanhamento semanal das porcentagens de umidade média dos Greens para auxiliar no manejo e assim, tornar possível melhorar as condições as áreas mais importantes do campo.

A equipe de manutenção sempre executa as ações de conservação de rotina e preparação para as atividades regulares no Campo Olímpico de Golfe, que está aberto ao público diariamente. As atividades proporcionam um campo bem cuidado e único aos seus jogadores. Entre as atividades de rotina temos a mudança de posições de bandeiras, adubação, cortes, topdressing, limpeza e poda em vegetação nativa e limpeza manual no gramado. A frequência de corte do gramado é de grande importância para manter a qualidade e rolamento da bola no green. Os greens são cortados entre 3 a 4 vezes na semana e todos os dias durante os torneios. Podem até optar por cortes duplos para ganhar velocidade e atender as condições exigidas para campeonatos.